Subversa

brilha quanto dura, arde quanto queima | Fabíola Weykamp


“Os sapatos da Cinderela”, Audrey Beardsley (1894)


marcou para sempre
sem cuidado
um sono leve
acorda de mais à noite
agitado, os pés fora da cama
os braços pendendo mistérios
(de outros abraços)

marcou para sempre
a febre que não teve
o corpo pesado marcando o colchão
um lado só
um corpo só

um amor sem cuidado
vazio de promessas
deixando pago o escárnio do passado
marcou para sempre


FABÍOLA WEYKAMP tem seu primeiro livro de poemas “Resenhas da solidão – um livro de poesia e dor cotidiana”, publicado pela Editora LiteraCidade, Belém/PA, 2015; obra ganhadora do Prêmio LiteraCidade Jovem, 2014. É colunista da Revista Subversa e acaba de publicar “Ensaio sobre a Solidão”, pela Editora Penalux. | FABIWEYKAMP@YAHOO.COM.BR | Clique aqui para ler mais textos da Fabíola.

Sobre o Autor

1 Comentário

  1. Fábio Amaro 28 de janeiro de 2019 em 16:35

    Lindo! Triste, mas lindo…

    Beijo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367